VANGUARDA NOTÍCIAS

Mano agradece apoio da torcida e garante muita luta em decisão contra o Boca

Por Sergio Santos | 04/10/2018 21:48

Muita luta para conquistar o objetivo no maior desafio do ano. É esta a garantia do técnico Mano Menezes para a decisão desta quinta-feira, contra o Boca Juniors, valendo vaga na semifinal da Copa Conmebol Libertadores. Em desvantagem parcial de 2 a 0 no placar, o Cruzeiro terá o apoio da Nação Azul neste clássico sul-americano, que será acompanhado por um Mineirão lotado.

Mano destacou que a missão do Cruzeiro não será nada fácil, mas que o apoio da Nação Azul, dentro e fora do Mineirão, tem sido um combustível a mais de motivação para o time buscar a reação.

“A crença do torcedor é a nossa crença. É lógico que o carinho faz muito bem. Você demonstrar isso de forma material é melhor ainda. Estamos muito contentes com o que o nosso torcedor tem feito. Certamente ele está fazendo porque aquilo que ele viu da equipe em momentos decisivos faz ele acreditar e sonhar como nós estamos sonhando. Então, com todos juntos no Mineirão, podemos sim. Vamos lutar!”, garantiu Mano.

O treinador cinco estrelas falou um pouco sobre a preparação, que envolve não apenas os treinamentos de praxe, mas também o trabalho psicológico para saber jogar um duelo desta envergadura.

“É um jogo grande em importância, grande em qualidade. O jogo é grande pelo objetivo que temos para alcançar. Um jogo como esse você tem que cuidar de tudo. Mas não é de um dia para o outro que você faz isso. Você prepara a equipe em vários treinamentos, encontros, reuniões, muitos vídeos de preparação do adversário e nossa. Temos feito isso para chegarmos preparados ao maior desafio da temporada até agora em termos de tentativa, que é a de conquistar o objetivo de disputar a semifinal da Libertadores”, ressaltou.

Mano também elogiou o oponente da noite desta quinta-feira e garantiu que a Raposa está preparada para as dificuldades que o time argentino também oferecerá durante os 90 minutos.

“O adversário que temos pela frente é um grande adversário, e mostra isso sempre que é exigido. Não espero uma equipe que se omita de jogar, eles têm qualidade para jogar fora de casa. Mas nós temos que bater essa equipe do jeito que eles vierem. As escolhas deles pertencem a eles. Nós faremos as nossas para tentar superar esse grande adversário”, ponderou o comandante celeste.