ÚLTIMA HORA

Sebrae nas Eleições, pequenos negócios são estratégicos na geração de emprego

A valorização e o estímulo aos pequenos negócios são um caminho para o desenvolvimento municipal ao criar oportunidades locais
A valorização e o estímulo aos pequenos negócios são um caminho para o desenvolvimento municipal ao criar oportunidades locais
Vanguarda Notícias 02/10/2020 07:10 320

Com adesão ao Programa Cidade Empreendedora, futuros gestores públicos recebem apoio técnico do Sebrae na elaboração do plano de desenvolvimento e na tomada de decisões para a melhoria do ambiente de negócios

Os pequenos negócios são os maiores geradores de emprego e renda no país, sendo responsáveis por 54% dos empregos com carteira assinada, e respondem hoje por aproximadamente 30% do PIB brasileiro. Diante da importância estratégica das micro e pequenas empresas para o crescimento da economia, o Sebrae orienta que os futuros gestores e parlamentares dos municípios brasileiros, que serão escolhidos nas próximas eleições, priorizem uma agenda de desenvolvimento com foco na geração de emprego e renda por meio da criação de um ambiente favorável aos empreendedores.

Com o objetivo de apoiar os futuros prefeitos, prefeitas, bem como vereadores e vereadoras na construção de um plano de governo em que o empreendedorismo seja incluído como um grande vetor de prosperidade e desenvolvimento, o Sebrae lançou o documento 10 Dicas do Sebrae para o Candidato Empreendedor, com o apoio da Frente Parlamentar Mista da Micro e Pequena Empresa, da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), do Instituto Rui Barbosa, da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp) e da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon).

“A valorização e o estímulo aos pequenos negócios são um caminho para o desenvolvimento municipal ao criar oportunidades locais, estimulando a produtividade e competitividade das empresas. Além de criar oportunidades, ocupação e renda, são eles que irão reter as pessoas no município, ao criar condições para prosperarem nas suas próprias cidades”, destaca o presidente do Sebrae, Carlos Melles.

Para estimular o debate em torno da importância de fortalecer a atividade empreendedora nos municípios brasileiros, em especial nesse momento de retomada da economia diante da crise causada pela pandemia do coronavírus, a Agência de Notícias Sebrae (ASN), publica a partir desta terça-feira (29), a Série ‘Sebrae nas Eleições’ com as dicas apresentadas no documento, que pode ser acessado aqui https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/parceirodomunicipio 

Priorize a geração de empregos

A primeira dica do Sebrae diz respeito à geração de empregos. Para garantir criação de novos postos formais de trabalho, o Sebrae orienta que os candidatos aos cargos de prefeito e vereador incluam o desenvolvimento econômico na agenda de prioridades da gestão do município e desenvolvam um programa de desenvolvimento a partir das vocações e oportunidades do município e região. Além disso, a instituição indica ações na construção de uma forte parceria com o setor produtivo e no estímulo constante para facilitar a formalização de empreendimentos e dos microempreendedores individuais (MEI). Tudo isso pode ser desenvolvido com o apoio técnico do Sebrae, por meio da adesão ao Programa Cidade Empreendedora, que apoia a gestão municipal na elaboração do plano de desenvolvimento e na tomada de decisões para a melhoria do ambiente de negócios e geração de empregos.

O Programa é uma das iniciativas do Sebrae para promover o desenvolvimento dos municípios brasileiros, ao possibilitar que prefeituras assumam o compromisso de colocar o município com referência no apoio ao empreendedorismo, com a implantação da Lei Geral das Micro e Pequena Empresa e de políticas estruturantes de desenvolvimento. Além de incentivar e orientar as prefeituras, o Sebrae também reconhece os esforços dos gestores municipais, por meio do Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor, que desde o ano 2000, identifica, valoriza e divulga as boas práticas e a capacidade administrativa de gestores que implementaram iniciativas como o Cidade Empreendedora.