ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Avenida Abrahão Caram será fechada para show do Aerosmith no Mineirão

Avenida Abrahão Caram será fechada para show do Aerosmith no Mineirão

A Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) vai realizar uma operação especial no tráfego da capital em função do show do Aerosmith, que acontecerá na noite desta segunda-feira (18), às 22h, no Mineirão, na região da Pampulha.

De acordo com a BHTrans, a avenida Abrahão Caram com a avenida Coronel Oscar Paschoal vai ser interditada a partir das 18h.

Faixas de pano serão colocadas na região para orientar os motoristas.

Agentes da Unidade Integrada de Trânsito – BHTrans, Polícia Militar (PM) e Guarda Municipal – serão os responsáveis pelo monitoramento do trânsito no local.

Para a segurança de todos, a BHTrans orienta os motoristas a redobrar a atenção e respeitar a sinalização implantada e os agentes de trânsito.

O acesso ao público será feito pelos portões norte e sul. O público estimado pelos organizadores é de 18 mil pessoas.


Fonte: O Tempo

Depois de percorrer o Nordeste, caravana de Lula passará por Minas

Depois de percorrer o Nordeste, caravana de Lula passará por Minas

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vai desembarcar em Minas Gerais no próximo mês para realizar uma caravana pelo Estado, no mesmo formato da que foi feita no Nordeste do país. A presidente do PT estadual, Cida de Jesus, anunciou que a caravana vai ocorrer entre os dias 23 e 30 de outubro. A informação foi antecipada pela coluna Aparte, de O Tempo, em agosto.

Em uma publicação no seu perfil do Facebook, Cida disse que após reunião em São Paulo, os dias e o roteiro da caravana foram acertados. Assim como ocorreu no Nordeste, a peregrinação de Lula em Minas vai ser feita de ônibus.

Participaram desse encontro, entre outros, Lula, o governador de Minas, Fernando Pimentel, a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, e o secretário de Governo de Minas, Odair Cunha. Esse último desistiu da reeleição no pleito do ano que vem para dedicar-se totalmente à reeleição de Pimentel ao governo de Minas, inclusive sendo um dos coordenadores da campanha.

Como o Aparte mostrou, deputados estaduais e federais da legenda estão animados com a vinda do petista e dizem que vão marcar presença em todos as paradas do roteiro. Além disso, segundo aliados do governador, ele vai comparecer na maioria desses eventos.

No último mês, o ex-presidente realizou a caravana pelo Nordeste. Lula percorreu nove Estados e visitou cerca de 30 cidades por 21 dias.


Fonte: O Tempo

Técnico celeste confirma time reserva contra o Atlético-GO

Técnico celeste confirma time reserva contra o Atlético-GO

Se contra o Bahia, nesse domingo (17), o Cruzeiro atuou com a equipe titular, no próximo fim de semana, a coisa será bem diferente. No dia 24, outro domingo, em Goiânia, diante do Atlético-GO, Mano Menezes vai utilizar apenas atletas reservas.

Foi o que garantiu o comandante celeste em sua entrevista coletiva após o triunfo sobre o tricolor baiano. Três dias depois do duelo com o Dragão, a Raposa vai enfrentar o Flamengo, pela final da Copa do Brasil. Ou seja, o time principal será preservado para o embate mais importante do ano.

“Sim (vai poupar o time titular). Bem objetivo, sim. Já tivemos três jogadores suspensos, Robinho, Léo e Thiago Neves. Jã são três que forçosamente ficarão de fora. Mas pela proximidade do jogo contra o Flamengo, vamos pensar diferente do que pensamos hoje (domingo)”, destacou.

Questionado se Lucas Romero terá condições de atuar no domingo e também na decisão da Copa do Brasil, Mano foi enfático. “Se ele (Romero) tiver condições de jogar contra o Flamengo, é porque vai jogar contra o Atlético-GO. Precisa passar por uma avaliação primeiro. Se tiver condição vai a Goiânia”, afirmou.


Fonte: O Tempo

Com último voto de Kalil, Galo aprova construção de seu estádio

Com último voto de Kalil, Galo aprova construção de seu estádio

O Conselho Deliberativo do Atlético aprovou, na tarde desta segunda-feira, a venda de metade do shopping DiamondMall para viabilizar a construção do estádio próprio. Recheada de expectativas, a votação começou às 9h e, por volta das 14h30, o número suficiente de "sim" chegou aos dois terços necessários (260) para a aprovação, segundo estabelece o estatuto do clube. O clube deve homologar o resultado somente às 21h, quando se encerra o período estipulado para discutir o assunto.

O projeto de lei para autorizar o empreendimento já está pronto e, nos próximos dias, será encaminhado à Câmara Municipal para a votação dos vereadores (é necessária a maioria simples). Posteriormente, o clube entra com o processo de licenciamento ambiental. O estádio será construído no bairro Califórnia, região Noroeste da capital, com capacidade para 41.800 pessoas. Orçadas em R$ 410 milhões, as obras devem começar em março do próximo ano, com previsão de conclusão até o fim de 2020.

Com a aprovação do conselho, 50,1% do DiamondMall será repassado à Multiplan, empresa que já administra o complexo de compras e que o devolveria ao clube em 2026. Com o novo acordo, o contrato de arrendamento vai ser prorrogado até 2030. Para chegar aos R$ 410 milhões, a diretoria vendeu os naming rights para a MRV por R$ 60 milhões. Os outros R$ 100 milhões serão captados com a venda de cadeiras cativas. Caso não forem vendidas, o Banco BMG garante 60% do valor.

E agora?

Com a aprovação do projeto do estádio pelo Conselho Deliberativo do Atlético, nesta segunda-feira, o empreendimento, agora, segue os procedimentos burocráticos.

O projeto de lei municipal do estádio já está pronto e deve ser encaminhado à Câmara Municipal nos próximo dias. Para a aprovação, é preciso o parecer favorável da maioria simples dos vereadores.

Depois, o processo segue para a prefeitura para o processo de licenciamento ambiental. Após o aval das autarquias, a proposta será levada ao Conselho Municipal de Meio Ambiente (Comam) para, depois, ser apreciada pela Secretaria de Regulação Urbana (Smaru), que emitirá o alvará.

O Atlético estima o início das obras para março de 2018, com o término da construção até o fim de 2020.

O plano de negócios

A obra está orçada em R$ 410 milhões. O Atlético já vendeu os naming rights para a MRV Engenharia, do conselheiro Rubens Menin, por R$ 60 milhões durante 15 anos e, por isso, o estádio já nasce batizado de Arena MRV.

O clube também pretende levantar pelo menos R$ 100 milhões com a venda de cadeiras cativas (4.700 unidades a R$ 25 mil cada, a serem pagas durante a construção, sendo que o comprador terá direito de uso por 15 anos) e camarotes (36 unidades, com 25 lugares cada, ao preço de R$ 1,3 milhão cada, também por 15 anos de uso). O Banco BMG, do ex-presidente atleticano Ricardo Guimarães, dará garantia de compra de 60% das cativas.

A maior fatia do bolo virá justamente do dinheiro de parte da venda do DiamondMall. Segundo avaliação do clube, o complexo de compras estaria avaliado em quase R$ 500 milhões a preços de hoje. A Multiplan, atual administradora do estabelecimento, se comprometeu a adquirir 50,1% do shopping por R$ 250 milhões.

Assim, o arrendamento, que terminaria em 2026, foi prorrogado por quatro anos, até 2030. Durante o período das obras, o Atlético manterá o recebimento dos atuais 15% da receita. Depois, o valor cai pela metade, já que o clube só será todo de metade do shopping.

Extra

Além dos R$ 410 milhões orçados para a obra, o clube conta ainda com uma espécie de “cheque especial”. São os naming rights setoriais. Empresas do ramo de alimentos, bebidas e estacionamento se comprometeram a pagar para vender seus produtos no estádio. Essa grana pode representar 5% no valor da obra.

O empreendimento está sendo orçada na forma de preço máximo garantido, ou seja, independentemente do que aconteça, o valor precisa ser respeitado. Para isso, o Atlético vai exigir a contratação de um seguro pela construtora.


Fonte: O Tempo

Fred treina e deverá ser titular no jogo contra o Avaí

Fred treina e deverá ser titular no jogo contra o Avaí

O Atlético voltou na manhã desta quinta-feira aos treinamentos no CT de Vespasiano. O técnico Rogério Micale orientou trabalhos de marcação e finalização em metade do campo e o atacante Fred treinou o tempo todo na equipe considerada titular.

A defesa do Atlético no treino teve Marcos Rocha, que volta ao time depois de cumprir suspensão automática, Léo Silva,Gabriel e Fábio Santos. Completaram o time os volantes Adilson e Elias, os meias Luan e Valdívia e os atacante Cazares e Fred.

Após o treino, os atletas foram liberados e a reapresentação acontece nesta sexta-feira pela manhã. A viagem para Santa Catarina acontece neste sábado pela manhã.


Fonte: O Tempo

Bom ambiente na Toca passa por duas vitórias até a final

Bom ambiente na Toca passa por duas vitórias até a final

Cerca de duas semanas separam os jogadores do Cruzeiro da partida mais importante do clube na temporada. Mas até o duelo decisivo da Copa do Brasil, com o Flamengo, o time celeste vai encarar Bahia, neste domingo, e Atlético-GO. Este último confronto está marcado para o dia 24, mas a diretoria da Raposa fez um pedido à CBF para ele seja antecipado para 23.

O lateral-esquerdo Diogo Barbosa expressou o real sentimento do elenco celeste nessa caminhada até a tão aguardada final.

“Não vou ser hipócrita, nosso jogo mais importante do ano é o da final da Copa do Brasil. Esperamos que todos nós possamos chegar 100% no dia 27. Até lá, queremos atingir nossas metas no Brasileiro, conseguir duas vitórias, contra Bahia e Atlético-GO. Duas vitórias podem nos colocar na posição que queremos, que é ficar mais o próximo possível do topo da tabela”, declarou.

O camisa 6 também ressaltou a importância de superar os dois próximos adversários para manter o ótimo clima na Toca II.

“Precisamos vencer para manter esse bom ambiente. O foco principal é o segundo jogo da final, no dia 27. Vamos usar o tempo que temos para recuperar atletas e para nos empenharmos no Campeonato Brasileiro. Temos nossos objetivos no Brasileiro também. Somos profissionais e vamos jogar para vencer”, disse.


Fonte: O Tempo

Janot denuncia Temer por ‘quadrilhão’ do PMDB na Câmara

Janot denuncia Temer por ‘quadrilhão’ do PMDB na Câmara

Em um de seus últimos atos à frente do Ministério Público Federal (MPF), o procurador geral da República, Rodrigo Janot, apresentou nesta quinta-feira (14) a esperada segunda denúncia contra o presidente Michel Temer. Este é apontado na peça como chefe do que se denominou “quadrilhão do PMDB da Câmara” e é acusado de associação criminosa e obstrução à Justiça. Além de Temer, foram denunciados dois ministros de seu governo: Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria Geral da Presidência).

A lista de condenações pedidas por Janot inclui ainda os ex-ministros Geddel Vieira Lima e Henrique Alves, o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha e o ex-deputado e ex-assessor especial de Temer Rodrigo Rocha Loures.

Rodrigo Janot decidiu também denunciar o empresário Joesley Batista e o ex-diretor da JBS Ricardo Saud. A PGR pediu a rescisão do acordo e o cancelamento da imunidade penal dos dois delatores.

Agora, a denúncia será remetida para a Câmara dos Deputados, que terá de decidir se permite ou não que o Supremo Tribunal Federal (STF) analise as imputações. Se a Câmara autorizar o processamento da denúncia e o Supremo aceitar a acusação, Temer deve ser afastado provisoriamente do cargo. Se ocorrer a rejeição, o caso só poderá ser analisado quando o peemedebista deixar a função.

Temer vai tentar, por meio de um pedido ao STF, suspender o envio da denúncia para a Câmara. O Palácio do Planalto teme que a tarefa de rejeitar a segunda denúncia seja mais árdua do que foi com a primeira acusação. Isso porque o governo abusou do uso de emendas e distribuição de cargos naquela ocasião, reduzindo a margem de manobra para negociar os votos de deputados indecisos.

Soma-se a isso o fato de que grande parte dos partidos que apoiaram o presidente na primeira denúncia estar insatisfeita com o descumprimento de promessas do Planalto. Por outro lado, a ampla rejeição a Rodrigo Janot e à Lava Jato no seio da classe política pode beneficiar o presidente.

A denúncia. Para tentar ter resultado diferente do que foi alcançado quando a primeira denúncia foi enviada, Rodrigo Janot preparou uma peça bem mais complexa e detalhada. As 245 páginas entregues nesta quinta-feira (14) ao Supremo Tribunal Federal utilizam detalhes de 22 delações premiadas e trazem uma série de documentos. São reproduções de planilhas de propina de Lúcio Funaro e do sistema Drousys, que a Odebrecht mantinha no exterior, extratos de contas de empresas offshore, usadas para lavagem de dinheiro, e mensagens trocadas entre diversos dos acusados do esquema criminoso.

A Procuradoria Geral da República (PGR) ainda somou as propinas que foram contabilizadas em diversos episódios, alcançando o impressionante valor de R$ 587.101.098,48 em quase 12 anos (2006 até atualmente). Além disso, o MPF ainda realça que os esquemas criminosos desbaratados pela Lava Jato na Petrobras geraram prejuízos estimados em R$ 29 bilhões à estatal do petróleo.

De acordo com Rodrigo Janot, Temer e companhia teriam empreendido esforços criminosos em diversos outros órgãos e empresas, como Furnas, Caixa Econômica Federal, Ministério da Integração Nacional, Ministério da Agricultura, Secretaria de Aviação Civil e Câmara dos Deputados.

Resta saber agora se nesta sexta-feira (15), em seu último dia útil na PGR, Janot ampliará sua coleção de denúncias contra políticos com foro privilegiado, a maior da história do MPF e do combate à corrupção no Brasil.


Fonte: O Tempo

Micale repete equipe, mas mostra dúvida no ataque entre Clayton e Fred

Micale repete equipe, mas mostra dúvida no ataque entre Clayton e Fred

O técnico Rogério Micale vem escalando o mesmo time dos últimos jogos. No entanto, no treino tático desta quarta-feira, na Cidade do Galo, o treinador mostrou que tem uma dúvida no comando do ataque. Os titulares tiveram 12 atletas, com Fred e Clayton se revezando na função de centroavante.

Com todo o elenco à disposição no campo, foi a primeira vez que o comandante atleticano testou Clayton como camisa 9 desde que ele voltou do Corinthians. A princípio, Fred deve ser o titular contra o Avaí, mas pode ter a posição ameaçada caso não volte a mostrar um bom desempenho e, é claro, a marcar gols.

No treino tático, Micale seguiu cobrando trocas rápidas entre os setores e força ofensiva. Depois da atividade, alguns jogadores ainda treinaram finalizações, fundamento mais exigido dos atletas nesta semana na Cidade do Galo.

O Atlético se reapresenta na manhã desta quinta-feira, quando segue com os preparativos para encarar o Avaí, domingo, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. 


Fonte: O Tempo

Nova carga de ingressos para a final da Copa do Brasil está esgotada

Nova carga de ingressos para a final da Copa do Brasil está esgotada

Os ingressos destinados ao sócio-torcedor do Cruzeiro se esgotaram. A confirmação veio por meio do Twitter só Sócio do Futebol no meio da tarde desta quarta-feira.

“Os ingressos da FINAL da Copa do Brasil 2017, da nova carga que foi disponibilizada hoje, ESGOTARAM”, escreveu a publicação.

O número de ingressos da mais recente carga, para os setores Laranja Superior e Laranja Inferior, não havia sido divulgada pelo clube celeste, mas estimava-se que seria algo em torno de 2.600 ingressos.

Por volta das 13h desta quarta, as meias destinadas ao anel Inferior Vermelho, pela Minas Arena, já haviam se esgotado. Restam, por enquanto, as inteiras, que saem pelo valor de R$ 600.

A carga disponibilizada pela concessionária que administra o Mineirão era de 3 mil bilhetes.

Recorde à vista. O atual recorde de público do novo Mineirão pertence ao duelo entre Brasil e Alemanha, pela semifinal da Copa do Mundo de 2014. 58.141 torcedores assistiram a goleada alemã por 7 a 1.

Com a venda de ingressos para o confronto da decisão da Copa do Brasil, existe a possibilidade de um novo recorde.

Festa. Uma grande decisão pede um grande evento. E um grande evento será realizado no dia 27 de setembro, quando Cruzeiro e Flamengo irão se enfrentar na partida decisiva da Copa do Brasil, no Mineirão.

Estão previstos vários atrativos antes do jogão. De acordo com a Minas Arena, o Gigante da Pampulha terá iluminação especial com efeitos visuais no gramado, atrações musicais em palcos na esplanada e food trucks.

Os portões serão abertos às 17h45, quatro horas antes do início do confronto. 


Fonte: O Tempo

'Frio, calculista e simulador', diz Lula sobre Palocci

'Frio, calculista e simulador', diz Lula sobre Palocci

O ex-presidente Lula não respondeu a todas as perguntas durante audiência nesta quarta-feira (13) frente a frente com o juiz federal Sergio Moro, da Operação Lava Jato. O petista foi interrogado em ação penal sobre supostas propinas da Odebrecht. Lula, no entanto, disparou contra o ex-ministro Antonio Palocci (Fazenda e Casa Civl/ Governos Lula e Dilma). "Frio, calculista e simulador", disse. 

"Se ele [Antonio Palocci] fosse um objeto, seria um simulador", afirmou o ex-presidente. Palocci disse na quarta-feira (6) que Lula fez "pacto de sangue" com a Odebrecht em troca de benefícios. Palocci afirmou que a empreiteira reformou o sítio de Atibaia (SP), comprou terreno e apartamento ao ex-presidente. Lula negou. 

A audiência de Lula durou mais de duas horas. O primeiro a questionar o ex-presidente foi Moro. Em seguida, vieram o Ministério Público Federal e as perguntas da defesa. Após o interrogatório do ex-presidente, Moro passou a ouvir Branislav Kontic, ex-assessor de Palocci.

Ao final do depoimento, Lula perguntou se ele "seria julgado por um juiz imparcial". Em resposta, Moro afirmou: "Não cabe ao senhor fazer esse tipo de pergunta para mim. Mas de todo modo, sim". 

Lula é réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro sobre contratos entre a empreiteira e a Petrobrás. Segundo o Ministério Público Federal os repasses ilícitos da Odebrecht chegaram a R$ 75 milhões em oito contratos com a estatal. O montante, segundo a força-tarefa da Lava Jato, inclui um terreno de R$ 12,5 milhões para Instituto Lula e cobertura vizinha à residência de Lula em São Bernardo do Campo de R$ 504 mil.

Na semana passada, Palocci rompeu o silêncio, fez um relato devastador e entregou o ex-presidente, a quem atribuiu envolvimento com o que chamou de ‘pacto de sangue’ com a empreiteira Odebrecht que previa repasse de R$ 300 milhões para o governo petista e para Lula.

Além do ex-presidente e de Branislav Kontic, ex-assessor de Palocci, também respondem ao processo o próprio ex-ministro, o advogado Roberto Teixeira, compadre de Lula – que será interrogado na quarta-feira, 20 -, o empreiteiro Marcelo Odebrecht e outros três investigados.

Lula já foi condenado na Lava Jato. Em julho, Sérgio Moro aplicou uma pena de 9 anos e seis meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro ao petista no caso tríplex.

Há ainda, sob a tutela da Lava Jato no Paraná uma terceira ação penal. O ex-presidente é acusado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro em obras do sítio de Atibaia, no interior de São Paulo. Este processo poderá colocar Lula e Moro frente a frente pela terceira vez na Lava Jato.


Fonte: O Tempo

Por unanimidade, STF mantém Janot na investigação contra Temer

Por unanimidade, STF mantém Janot na investigação contra Temer

Por 9 votos a 0, o Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou hoje (13) pedido feito pela defesa do presidente Michel Temer para que seja declarada a suspeição do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para atuar nas investigações relacionadas ao presidente, iniciadas a partir das delações da JBS.

Os ministros seguiram o voto proferido pelo relator do caso, ministro Edson Fachin, que negou o mesmo pedido antes de o recurso chegar ao plenário. No voto proferido na sessão desta tarde, o relator disse que não há indícios de que Janot atuou de forma imparcial e com “inimizade” em relação a Temer.

Segundo Fachin, declarações do procurador à imprensa não podem ser consideradas como causa de suspeição. Na ação, a defesa de Temer também cita uma palestra na qual Janot disse que "enquanto houver bambu, lá vai flecha", fazendo referência ao processo de investigação contra o presidente.

"A emissão de opinião por parte do chefe do Ministério Público da União, por si só, não se qualifica como hipótese de inimizade capital. Mais que isso, a explicitação das ações desencadeadas pelo Ministério Público afigura-se conduta potencialmente consentânea com a transparência que deve caracterizar o agir republicano,", disse Fachin.

Votação

Votaram com o relator os ministros Alexandre de Moraes, Rosa Weber, Luiz Fux, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio, Celso de Mello e a presidente, Cármen Lúcia.

Em seu voto, Lewandowski disse que as suspeitas contra o ex-procurador Marcello Miller, acusado de auxiliar a JBS durante o período em que esteve na PGR, não podem ser repassadas a Janot porque as causas de suspeição são pessoais. O ministro também citou que Janot não atuou exclusivamente contra Temer e apresentou denúncias contra políticos de outros partidos.

“Nós sabemos que o presidente da República não foi o alvo exclusivo das ações do procurador-geral da República. Também outros partidos, outros políticos dentro do espectro partidário foram igualmente atingidos”, disse o ministro.

Decano na Corte, Celso de Mello afirmou que a função do Ministério Público no campo penal é atuar com parcialidade por representar o poder punitivo do Estado.

“Não há que se falar em imparcialidade do Ministério Público, senão não haveria necessidade de juiz imparcial. O Ministério Público deve atuar como parte, senão debilitada estará a função repressiva. O MP não tem papel de defensor do réu e sim de órgão punitivo do Estado”, argumentou.

Cármen Lúcia

Última a votar na sessão desta tarde, a presidente do Supremo, ministra Cármen Lúcia, garantiu que mudanças no comando das instituições brasileiras não vão alterar o cumprimento da lei e da efetividade das investigações que estão em curso no país.

“O processo de apuração e o dever de apuração é da instituição, e é muito importante, na minha compreensão, que nós nos afirmemos, cada vez mais, no sentido de dar cobro a importância da institucionalidade. A chamada Operação Lava Jato e todos os processos que se referem à matéria penal não vão parar [porque muda um ou outro]”, disse a ministra.

Luís Roberto Barroso participa nesta semana de uma viagem acadêmica aos Estados Unidos e não votou. Gilmar Mendes estava ausente na votação. Mendes é alvo de pedido de suspeição feito por Janot nas investigações envolvendo o empresário Jacob Barata Filho. Rodrigo Janot não participou da sessão e foi representado pelo vice-procurador eleitoral, Nicolau Dino.

Defesa de Temer

No início do julgamento, a defesa do presidente Temer voltou a afirmar que Janot agiu de forma parcial nas investigações envolvendo o presidente. Ao subir à tribuna da Corte, o advogado Antônio Claudio Mariz, representante de Temer, disse que a prisão dos empresários Joesley e Wesley Batista, cujas delações baseiam as acusações, podem indicar que Janot não teve os devidos cuidados na investigação.

"Não houve por parte do presidente da República, ao contrário do que afirma a denúncia, não houve nenhuma ação em que ele, presidente de República, tivesse solicitado, recebido, favorecido ou aceitado qualquer benesse, elementares do crime de corrupção”, disse Mariz.


Fonte: O Tempo

Após a dispensa de sete jogadores, Ipatinga anuncia mais dois reforços

Após a dispensa de sete jogadores, Ipatinga anuncia mais dois reforços

Após a dispensa de sete jogadores, diretoria do Ipatinga busca mais qualidade para o returno da Segundona

O Ipatinga continua buscando a formação ideal e reforçando o time para o acesso ao Módulo II do Campeonato Mineiro.  Alguns jogadores foram desligados do elenco: Dil, Euler, Hércules, Luiz Felipe, Luiz Miguel, Márcio Gabriel e Kanu não são mais do clube.

Agora à tarde foram apresentados dois bons reforços, são eles: Willian, lateral direito, 21 anos, contratado junto ao XV de Jaú. Marcão, zagueiro canhoto de 22 anos e que estava jogando pelo Novo Hamburgo do Rio Grande do Sul.


PROGRAMAÇÃO


Clique para visualizar


MAIS LIDAS

Notícias mais lidas deste mês

Gerais

Esporte

  01 DE SETEMBRO 01 DE SETEMBRO  

Galo tem novo olhar para a Primeira Liga

O meia-atacante Valdívia é um dos atletas que devem iniciar o jogo com o Paraná

  01 DE SETEMBRO 01 DE SETEMBRO  

Thiago Neves volta a treinar após quatro dias de "resguardo"

Mano Menezes garantiu que camisa 30 estará pronto para o duelo de ida da final da Copa do Brasil

  03 DE SETEMBRO 03 DE SETEMBRO  

Atlético vence Paraná por 1 a 0 e está na final da Primeira Liga

O alvinegro variava bem as jogadas em busca do gol

LOCUTORES

RECADOS

Últimos recados dos ouvintes

Envie mensagem para locutor

NOSSAS REDES SOCIAIS

SEGURE E ARASTE PARA OBTER INFORMAÇÕES

SOBRE

Vanguarda AM 1170 - Primeiro lugar no ibope

A Vanguarda,  é considerada através de pesquisa feita pelo Ibope, a emissora de maior audiência no Vale do Aço e está entre as principais do estado de Minas Gerais. Operando na freqüência AM 1170, no seu site www.vanguardaam.com.br e nos aplicativos disponíveis para as plataformas IOS e Android, conta com uma programação voltada para esportes, sempre presente na cobertura de grandes eventos,  jornalismo, prestação de serviços e entretenimento.
O início das operações da emissora foi no dia 1º. de dezembro de 1981, quando houve o lançamento da programação e a comercialização. Entretanto foi reservada a data de 28 de abril do ano seguinte para sua inauguração, por coincidir com o aniversário de Ipatinga. Intenção que perdeu o seu sentido quando comprovaram que o aniversário da cidade é, oficialmente, 29 de abril. 
O nome Rádio Vanguarda: Dar o nome de Rádio Ipatinga à emissora seria o ideal, mas pareceu excludente para os demais municípios da região. Foi então submetido entre uma equipe o nome Vanguarda, aprovado por unanimidade. Inicialmente a emissora funcionava ao lado do prédio onde hoje está instalada, ou seja em uma casa na Rua Itajubá 80. 

O Caráter Experimental: Em real experiência a emissora funcionou de 25 de outubro a 30 de novembro de 1981. Em 1º. de dezembro passou a operar em definitivo. A principio, a maior dificuldade encontrada foi o material humano, já que não havia, logicamente profissionais na cidade. Apesar desta realidade foi montada uma boa equipe. Hoje o quadro de locutores, apresentadores e redatores é basicamente de Ipatinga e região.Foi aberto espaço para vocações que não tinham como se revelar. Quantos aos equipamentos, a indústria eletrônica atendia bem ao mercado. Quanto ao mercado publicitário, a resposta foi surpreendente. O faturamento dos primeiros meses superou as previsões. 

A reação: Surpreendentemente foi como dar água a quem tem sede. A cidade que já havia atingido 150.000 habitantes, estava sedenta de comunicação e de integração através da noticia. A programação, a principio era musical, só com o tempo foram introduzidos, o jornalismo e o esporte. Uma das vantagens do rádio é que ele chega onde outros meios de comunicação não chegam. Daí a importância de seu jornalismo. 

O que representa o rádio? O Rádio é o mais poderoso veiculo de comunicação. Fala a todas as classes sociais. Aos analfabetos e aos letrados. Ao porteiro do prédio e ao morador de sua cobertura. A Escritora Rachel de Queiroz, que é nordestina, diz que no sertão do nordeste pode até faltar comida na panela, mas nunca pilha para o rádio.
Quando o rádio se instalou no Brasil as dificuldades eram muitas. Os radialistas amadores.Os anunciantes custaram a entender a importância do rádio. Equipamento e peças vinham, dos Estados Unidos. O Rádio se firma cada vez mais, como o maior veiculo de comunicação de todos os tempos. Ele está em todos os lugares. 


Nossa localização